Horários:

Segunda a Sexta 7H30 às 19H


Sábado das 07H30 às 12H

Você provavelmente já teve falta de ar em algum momento da vida. Trata-se de um sintoma comum, mas que, em alguns casos, pode ser sinal de que algo não vai bem.

A perda de fôlego está geralmente ligada à prática de exercícios físicos intensos, podendo ser também uma consequência de alguns fatores psicológicos, como ansiedade.

Quer saber quando a falta de ar deve ser um motivo de preocupação e quais são as principais causas do sintoma? Acompanhe.

Quando a falta de ar é preocupante?

Nem toda falta de ar é grave. Afinal, ela pode ser desencadeada por atividades mais intensas, estresse, ansiedade e até medo. Situações corriqueiras que apenas alteram o ritmo e a intensidade da respiração.

Contudo, se o sintoma:

  • Ocorre com certa frequência;
  • Continua mesmo após uma pausa para descanso;
  • Costuma estar presente mesmo em repouso.
  • Vem acompanhado de outros sintomas.

É preciso se preocupar e marcar uma consulta médica para investigar o quanto antes.

A palpitação no coração é um sintoma que pode surgir com a falta de ar. Saiba mais sobre a condição.

Principais causas para a falta de ar

A falta de ar, quando frequente e sem motivos aparentes, precisa ser investigada. Isso porque, existe uma série de problemas de saúde que podem estar relacionados. Inclusive, doenças do coração e do pulmão.

Veja a seguir algumas complicações que podem estar por trás da sua dificuldade para respirar.

1. Problemas cardíacos

Problemas no coração, como insuficiência cardíaca, arritmia e infarto possuem a falta de ar como um dos principais sintomas.

Geralmente, os pacientes apresentam esse sinal quando fazem algum tipo de esforço físico, como subir escadas. Além disso, quando há de fato algo errado com a saúde do coração, a dificuldade para respirar piora com o tempo e pode estar acompanhada de uma dor do peito.

Nessa situação, o paciente deve ser imediatamente levado a um pronto-socorro.

Outro sintoma que pode surgir é o coração acelerado. Saiba o que essa sensação pode indicar.

2. Pressão alta

Geralmente a hipertensão, ou pressão alta como é popularmente conhecida, não apresenta sintomas.

Os raros casos em que ela apresenta sinais, os pacientes costumam relatar falta de ar, dor de cabeça na nuca e no período da tarde, cansaço e tontura. 

Quando não tratada adequadamente, pode trazer sérios riscos, como derrame cerebral, podendo levar a óbito. Por isso, o acompanhamento médico regular é fundamental.

Saiba o que fazer para baixar imediatamente a pressão alta.

3. Doenças respiratórias

Gripes comuns e resfriados podem causar dificuldade para respirar, pois o catarro obstrui as vias respiratórias.

Mas, além dessas condições rotineiras, outras doenças respiratórias também possuem a falta de ar como sintoma, como:

  • Asma;
  • Bronquite;
  • Pneumonia;
  • Edema pulmonar;
  • Pneumotórax;
  • Fibrose pulmonar idiopática.

Geralmente, esses problemas vêm acompanhados de tosse, febre, catarro e dor no peito e nas costas. Se persistirem os sintomas, deve-se buscar a ajuda de um médico. 

4. Reação alérgica

Nas reações alérgicas, a falta de ar começa de forma repentina, após o paciente ter tido contato com o fator alergênico.

Em situações mais simples, é possível recorrer a medicações antialérgicas, de preferência com prescrição médica. Em casos graves, o paciente deve ser levado imediatamente a serviço de pronto-atendimento.

5. Obesidade 

A falta de ar também pode estar ligada ao excesso de peso, principalmente se ela surge quando o paciente está dormindo ou deitado. Isso porque, o peso dificulta a expansão dos pulmões para a entrada de ar.

Para respirar melhor, recomenda-se o uso de travesseiros para alcançar uma posição mais inclinada. 

Além disso, deve-se buscar acompanhamento médico e nutricional, pois a obesidade é um dos principais fatores de risco para diversas doenças, incluindo pressão alta e problemas cardíacos.

Veja também:

Batimentos cardíacos: por que é importante medir?

Marcapasso: como funciona e quando é indicado?

Como tratar falta de ar?

Quando você se encontra lutando com a falta de ar, é crucial saber como abordar esse sintoma desconfortável. O tratamento da falta de ar pode variar dependendo da causa subjacente. Abaixo, exploraremos algumas estratégias gerais para ajudar a aliviar a falta de ar e melhorar sua qualidade de vida:

  1. Identifique a causa: Em primeiro lugar, é importante entender por que você está experimentando falta de ar. Isso pode envolver consultas médicas e exames para diagnosticar possíveis condições subjacentes, como doenças cardíacas, problemas respiratórios ou alergias.
  2. Medicamentos prescritos: Se a falta de ar estiver relacionada a uma condição médica específica, como asma, pressão alta ou alergias, seu médico pode prescrever medicamentos para controlar os sintomas e melhorar sua respiração.
  3. Tratamento das condições subjacentes: Se uma condição médica subjacente for diagnosticada, como insuficiência cardíaca, bronquite ou outra doença pulmonar, seguir o tratamento recomendado pelo médico é essencial para melhorar a falta de ar.
  4. Mudanças no estilo de vida: Fazer ajustes no seu estilo de vida também pode ajudar. Isso pode incluir perder peso, se necessário, para reduzir a pressão sobre os pulmões e o coração, além de evitar gatilhos alérgicos conhecidos.
  5. Exercícios de respiração: Aprender técnicas de respiração, como a respiração diafragmática, pode ser eficaz para melhorar a capacidade pulmonar e reduzir a sensação de falta de ar.
  6. Fisioterapia: Em alguns casos, um fisioterapeuta pode ajudar a melhorar a função pulmonar por meio de exercícios e técnicas específicas.

Lembre-se, a falta de ar pode ser um sintoma de várias condições médicas e, portanto, é fundamental buscar a orientação de um profissional de saúde para um diagnóstico preciso e um plano de tratamento adequado. Não hesite em consultar seu médico se você estiver enfrentando falta de ar de forma recorrente ou preocupante.

Veja também: Doença arterial coronariana (DAC): o que é, sintomas, causas e diagnósticos!

Minha falta de ar é por Covid? Como saber?

A infecção por coronavírus provoca febre, tosse, dor de garganta e coriza, como um resfriado comum. Além disso, nos pacientes com comprometimento pulmonar, também provoca a falta de ar, descrita pelos pacientes como a sensação de “buscar o ar e não encontrar”.

No entanto, nos casos de Covid-19, dificilmente a dificuldade para respirar aparecerá de forma isolada, sem estar acompanhada de algum outro sintoma. 

De qualquer maneira, a falta de ar com ou sem mais sinais precisa ser investigada por um médico, principalmente se o paciente já possui algum problema de saúde.

Procurando um Cardiologista em Brasília-DF?

No caso de uma doença cardíaca, a prevenção e o diagnóstico precoce é fundamental para o acompanhamento dos indicadores de risco, evitando problemas mais graves, como o infarto.

Então, se você está em Brasília-DF e quer dar mais atenção à saúde do seu coração, conheça a Clínica Átrios!

Somos especialistas em cuidados com o coração e contamos com uma equipe de cardiologistas atenciosos e experientes, prontos para avaliar, diagnosticar e tratar os diversos tipos de problemas cardiovasculares que podem estar te afetando.

Agende agora mesmo sua consulta.

QUERO AGENDAR MINHA CONSULTA NA ÁTRIOS

POSTS RELACIONADOS

Sono saudável: dicas para melhorar a qualidade e proteger sua saúde!

Dra. Núbia

6 de maio de 2024

recomendado - Saúde e bem-estar

Ler mais

Como medir a pressão em casa?

Dra. Núbia

15 de janeiro de 2024

Cardiologia - Doenças cardiovasculares - Exames cardiológicos - recomendado

Ler mais

Colesterol alto: o que pode causar no corpo?

Dra. Núbia

25 de setembro de 2023

Cardiopatias - Doenças cardiovasculares - recomendado

Ler mais

Fale Conosco

SHLS 716 CENTRO CLINICO SUL TORRE 1 - Asa Sul, Brasília - DF, 70390-700

(61) 3773-4700