Horários:

Segunda a Sexta 7H30 às 19H


Sábado das 07H30 às 12H

As artérias carótidas são vasos sanguíneos fundamentais para o bom funcionamento do cérebro. Por isso, problemas nessas estruturas podem gerar riscos graves, inclusive com ameaça à vida.

Pela sua localização, é comum a dúvida de se existe relação entre dor no pescoço e problemas nas carótidas.

A seguir nós esclarecemos essa dúvida e trazemos dicas sobre como reduzir os riscos de problemas nessa região. Acompanhe!

O que são as carótidas?

As carótidas são um par de grandes artérias localizadas no pescoço, uma de cada lado, que desempenham um papel crucial no fornecimento de sangue para o cérebro.

Elas são responsáveis por transportar o sangue rico em oxigênio e nutrientes da parte superior do corpo para o cérebro, permitindo o suprimento vital para as funções cerebrais. 

Essas artérias originam-se na base do pescoço, onde se ramificam a partir da aorta, a principal artéria do corpo que transporta sangue do coração para o resto do organismo.

O trajeto das artérias carótidas é geralmente dividido em três segmentos principais:

Artérias carótidas comuns (direita e esquerda) – Porção inicial da carótida, localizada no pescoço, e se divide posteriormente em duas ramificações: a artéria carótida interna e a artéria carótida externa.

✅ Artérias carótidas internas (direita e esquerda) – São responsáveis por fornecer sangue ao cérebro. Ela percorre um caminho mais direto em direção ao crânio e fornece sangue para as estruturas cerebrais.

✅ Artérias carótidas externas (direita e esquerda) – Fornecem sangue para as estruturas fora do crânio, incluindo os tecidos do pescoço, o rosto e o couro cabeludo.

Essas artérias são vitais para o adequado funcionamento do cérebro, uma vez que o órgão é altamente dependente de um suprimento sanguíneo contínuo para receber oxigênio e nutrientes essenciais. 

Qualquer redução significativa ou obstrução no fluxo sanguíneo para o cérebro, como pode ocorrer em casos de estreitamento (estenose) ou bloqueio (oclusão) das artérias carótidas, pode levar a sérios problemas de saúde, como acidente vascular cerebral (AVC) isquêmico. 

Portanto, a saúde e a função adequada das carótidas são essenciais para a saúde geral do sistema vascular e para a prevenção de eventos cerebrovasculares.

Dor no pescoço e problemas nas carótidas: existe relação?

Sim, dores no pescoço podem estar relacionadas a problemas nas artérias carótidas, embora as causas da dor no pescoço sejam variadas e nem sempre relacionadas diretamente a questões vasculares. 

Confira, a seguir, alguns cenários em que as dores no pescoço podem estar relacionadas às artérias carótidas:

Estenose carotídea

A estenose carotídea refere-se ao estreitamento das artérias carótidas, devido ao acúmulo de placas de gordura (aterosclerose). Em alguns casos, isso pode levar à redução do fluxo sanguíneo para o cérebro. Quando ocorre estenose significativa, pode haver dor no pescoço, especialmente durante a realização de atividades que exigem um aumento no fluxo sanguíneo, como virar a cabeça.

Angina carotídea

A angina carotídea é uma condição na qual a pessoa sente dor no pescoço devido à diminuição temporária do fluxo sanguíneo para o cérebro. Isso pode ocorrer durante certas atividades que aumentam a demanda de oxigênio para o cérebro, resultando em dor.

Dissecção da artéria carótida

A dissecção da artéria carótida é uma condição na qual há uma separação das camadas da parede arterial. Isso pode causar dor súbita e intensa no pescoço. Embora nem sempre seja causada por aterosclerose, a dissecção pode afetar as artérias carótidas.

Espasmo da artéria carótida

Espasmos nas artérias carótidas podem ocorrer, levando a uma redução temporária do fluxo sanguíneo. Isso pode causar dor no pescoço e na área ao redor.

É crucial notar que nem toda dor no pescoço está relacionada às artérias carótidas. Lesões musculares, hérnias de disco, tensão muscular e outras condições podem causar dores no pescoço de origem não vascular.

Se alguém experimentar dores no pescoço persistentes, especialmente se houver outros sintomas preocupantes, como tontura, alterações na visão ou fala, é essencial procurar atendimento médico imediatamente. 

Veja também: Falta de Ar: O que pode ser e como aliviar?

O que fazer para se prevenir?

Para prevenir problemas nas artérias carótidas e promover a saúde vascular em geral, é possível adotar várias medidas de estilo de vida. Aqui estão algumas recomendações:

Alimentação saudável

Mantenha uma dieta balanceada, rica em frutas, vegetais, grãos integrais, proteínas magras e gorduras saudáveis. Reduza o consumo de alimentos ricos em gorduras saturadas e trans.

Controle do peso

Mantenha um peso corporal saudável para reduzir o risco de desenvolver condições que possam afetar as artérias, como aterosclerose.

Atividade física regular

Pratique exercícios regularmente para promover a saúde cardiovascular. Atividades como caminhada, corrida, natação e ciclismo são benéficas.

Controle da pressão arterial

Mantenha a pressão arterial sob controle, pois a hipertensão é um fator de risco significativo para problemas vasculares.

Controle do colesterol

Monitore os níveis de colesterol e triglicerídeos. Mantenha níveis saudáveis por meio de uma dieta adequada, exercícios e, se necessário, medicação sob orientação médica.

.

Evitar o tabagismo

Não fume e evite a exposição ao tabagismo passivo. O tabagismo é um importante fator de risco para aterosclerose.

Moderação no consumo de álcool

Se consumir álcool, faça-o com moderação. O consumo excessivo pode aumentar o risco de hipertensão e outros problemas vasculares.

Controle do açúcar no sangue

Mantenha os níveis de glicose no sangue sob controle, especialmente se tiver diabetes. O diabetes mal controlado pode aumentar o risco de aterosclerose.

Gerenciamento do estresse

Adote técnicas de gerenciamento do estresse, como meditação, ioga ou atividades relaxantes, para reduzir a resposta do corpo ao estresse, que pode afetar negativamente as artérias.

Consulta médica regular

Faça check-ups regulares e consulte um profissional de saúde para monitorar fatores de risco e discutir estratégias preventivas.

Evitar estilo de vida sedentário

Evite um estilo de vida sedentário. Levante-se regularmente, alongue-se e movimente-se para promover a circulação sanguínea.

Sono adequado

Mantenha um padrão de sono adequado. A privação de sono pode contribuir para problemas de saúde, incluindo a saúde vascular.

Adotar essas práticas saudáveis pode contribuir significativamente para a prevenção de problemas nas artérias carótidas e promover a saúde geral do sistema vascular. 

É importante discutir qualquer preocupação com a saúde vascular com um profissional de saúde, que pode realizar avaliações e oferecer orientações personalizadas com base nas necessidades individuais.

Conteúdos que você pode gostar:

————————————

Se você está em Brasília-DF ou Entorno, considere a Clínica Átrios como a sua opção!

Dispomos de todos os recursos necessários para investigar e acompanhar sua saúde e da sua família, além de um time de profissionais altamente qualificados e atenciosos.

Marque agora sua consulta com quem é referência no assunto.

Quero agendar minha consulta na Átrios

POSTS RELACIONADOS

Sono saudável: dicas para melhorar a qualidade e proteger sua saúde!

Dra. Núbia

6 de maio de 2024

recomendado - Saúde e bem-estar

Ler mais

Formigamento no corpo: causas e o que fazer

Dra. Núbia

13 de fevereiro de 2024

recomendado - Saúde e bem-estar

Ler mais

Como medir a pressão em casa?

Dra. Núbia

15 de janeiro de 2024

Cardiologia - Doenças cardiovasculares - Exames cardiológicos - recomendado

Ler mais

Fale Conosco

SHLS 716 CENTRO CLINICO SUL TORRE 1 - Asa Sul, Brasília - DF, 70390-700

(61) 3773-4700